OUTUBRO 2020

GERALDO DE BARROS EM EXPOSIÇÃO NA SUÍÇA

 


 

Com cenografia assinada pelo Arquivo Geraldo de Barros, em colaboração com a dpot, o Centro de Arte Contemporânea de Genebra, na Suíça, recebeu a exposição Wie zu Hause wo ich nicht (A casa onde não estou). A mostra deu continuidade à Fridges are not Frigid, realizada em 2019 no Archivio Conz Berlin, instituição que reúne na capital alemã o acervo do colecionador e patrono italiano Francesco Conz (1935-2010). A coleção conta com mais de 3 mil obras e 300 publicações produzidas entre os anos 1970 e o início dos anos 2000 por artistas engajados nos movimentos de vanguarda Fluxus, Poesia Concreta, Letrismo e Acionismo Vienense. 

 

A cenografia de Wie zu Hause wo ich nicht foi composta de móveis da coleção dpot, como as estantes MTF 710 e GB 02, a cadeira M110, o banco GB e o gaveteiro GB UL 24, projetados por Geraldo de Barros (1923-1998), designer, artista e fotógrafo afiliado ao Fluxus e próximo a Francesco Conz. 

 

 

A proposta do organizador Niels Trannois foi criar um ambiente doméstico, passível de ser vivido e habitado. Além das obras do Archivio Conz Berlin e do mobiliário dpot, integraram a exposição trabalhos de artistas diferentes nacionalidades: Jacopo Belloni (Itália), Johana Blanc (Suíça), Constance Brosse (Suíça), Sylvain Gelewski (Suíça), Vicente Lesser (Chile), Henrique Loja (Portugal), Sara Ravelli (Itália), Paulo Wirz (Brasil) e Niels Trannois (França). 

 

 

 Agradecimentos: Arquivo Geraldo de Barros, Fabiana de Barros e Michel Favre. Fotos gentilmente cedidas por Michel Favre e Raphaelle Mueller. Proibida a reprodução.