ABR 2017

APRESENTAMOS O BANCO ESTRADA, DE DOMINGOS TÓTORA E RODRIGO AMBROSIO 

 


 

“Um trecho da antiga Estrada Real ou um recorte da pureza das vielas interioranas”. Assim é o banco Estrada nas palavras de Domingos Tótora. Delicado, o móvel fabricado artesanalmente com papel Kraft reciclado – material de eleição do designer – tem seu assento inspirado nas ruas de paralelepípedo das cidades mineiras e integra a linha Egrégora, fruto da parceria de Tótora com o arquiteto e urbanista Rodrigo Ambrosio.   

Originária do grego, a palavra egrégora denomina a força espiritual resultante do esforço mental e emocional de duas ou mais pessoas. Composta de sete peças – três bancos, duas poltronas e duas luminárias –, a coleção Egrégora é fruto da intersecção entre o consagrado trabalho de Tótora, com suas peças que remetem às texturas e cores da natureza, desafiando a fronteira entre a arte e o design, e a contemporaneidade e ousadia da linguagem Ambrosio. “A arte o design estão cada vez mais próximos, não existem mais barreiras entre uma coisa e outra”, diz o designer mineiro. “O trabalho do Rodrigo reflete isso muito bem e mexe comigo, afinal como não ser impactado por uma cadeira feita de rapadura, por exemplo. É extremamente contemporâneo e tem muita afinidade com o meu.”

Inspirada na vida e na paisagem na Serra da Mantiqueira, a linha lançada com exclusividade pela dpot é composta ainda pelos bancos Estação (uma homenagem à estação de Trem de Maria da Fé) e Sedimentos (disponível com pés de metal ou de vidro), as poltronas Sesmaria e Mantiqueira (nas versões de um e dois lugares) e as luminárias Fenda e Arqueus, a primeira experiência de Tótora com essa tipologia de produto.

(foto: andré Klotz / Casa Vogue)