MAIO 2018

DPOT APRESENTA: PINHIM

 


 

O conceito da Linha Pinhim parte das pinturas corporais indígenas, cuidadosamente transpostas para a madeira por meio de frisos milimétricos e sobrepostos que geram um efeito gráfico expressivo e delicado. Criada com exclusividade para a dpot, é a primeira linha de mobiliário para produção seriada assinada pelo designer de interiores fluminense Bruno Rangel, sócio do Yamagata Arquitetura. “De certa forma, a PINHIM representa uma evolução natural do meu trabalho, já que, no dia a dia do escritório, boa parte do meu tempo é dedicada a pensar projetos de marcenaria exclusivos para os clientes”, explica.   

A Pinhim é composta de móvel para som e TV, bufê, criado-mudo e móvel alto. Além dos grafismos, as referências ao universo indígena estão presentes nas travas das portas, cujas formas remetem aos adornos usados pelos índios nas orelhas e no nariz. “Muito mais do que ser esteticamente interessante e atender à questão da funcionalidade, espero que a linha consiga também provocar uma reflexão sobre questões urgentes, como o extermínio dos índios”, diz Bruno.

Ao desenhar os puxadores, o designer recorreu a memórias afetivas e resgatou os encaixes entalhados por seu pai. “São iguais aos dos brinquedos que ele fazia na minha infância.” Internamente, os móveis apresentam diferentes configurações, de prateleiras suspensas a gavetas de tamanhos variados, podendo acomodar talheres, guardanapos, acessórios de bar e até documentos, entre outros objetos.

Com estrutura de compensado revestida de lâminas de madeiras brasileiras – sucupira (escura), freijó e catuaba (claras) –, as peças foram fabricadas uma a uma em uma tradicional marcenaria do Rio de Janeiro, com a estrita supervisão do designer e da equipe da dpot.